domingo, 24 de março de 2013

The Sky's Diary - Estou em perigo (Cap. 4)


-Seu sobrenome? -David perguntou assustado.
-Sim, meu nome é Sky Evan Holmes. Mas por que vocês ficaram assim? - ninguém me respondeu e Chris foi checar algo no computador e depois só balançou a cabeça fazendo uma confirmação. Vi todos olharem para mim de novo e Justin soltar uma risada sarcástica.
-O que estão esperando, vamos amarra-la. - Justin veio pra cima de mim com uma corda. 
-Oque?! -perguntei assustada. 
-Você não vai encostar nela. -David disse ficando na minha frente.
-Que foi David? Só porque essa vadia deu pra você vai defende-la?
-Quem é você pra falar assim comigo? -parti pra cima dele mas os braços de David me impediram.
-Ela é a menina que estamos procurando, é nosso trabalho. Agora tem como soltar ela para podermos leva-la para Nate?-Justin gritou
-Quem é Nate? David eu quero ir embora. Vamos!- disse puxando ele em direção a porta mas Justin segurou em meus cabelos me fazendo voltar.
-Volta aqui. -ele me amarrou em uma cadeira a força enquanto os meninos seguravam David.
-Me solta Justin, me solta! Por que vocês estão fazendo isso comigo?-lágrimas escorriam do meu rosto.
-Calma Sky, nós só precisamos te levar para um cara ai. - Chaz disse na maior tranquilidade. 
-CALMA? Esse babaca do Justin me amarra nessa cadeira e vocês falam que vão me levar para um cara ai que nem sei que é e você me pede calma? -gritei ainda chorando-Me tirem dessa cadeira agora, me expliquem o que está acontecendo. 
-Não vou te soltar porra nenhuma, e quem ousar desamarra-la vai se ver comigo. -Justin disse e os meninos concordaram, menos David. -Vamos pensar um pouco antes de fazer alguma coisa com a Sky. 
-Ah claro, pensar. -zombei. -Me tirei logo dessa cadeira!
-Justin, eu vou solta-la e acabou. Não aceito que você a deixe ficar assim.- David.
-Porra cara, que coisa mais de viado. Você, que sempre se achou o mais concentrado nos planos está se deixando levar por uma vadia idiota?
-Eu vou quebrar sua cara! -gritei. 
-Como se você está amarrada? -Debochado, babaca.
-Espera eu sair daqui meu querido. -dei um sorriso sínico.

P.O.V JUSTIN
Puta que pariu! Tinha que ser logo a Sky? E como assim ela deu pro David?  Cara, ta tudo confuso na minha cabeça. 
Chris ainda checou duas vezes com Nate se ela seria mesmo a menina que ele queria, e a resposta foi sim. Precisava fazer alguma coisa... Levava Sky para ele? E o pai dela? Nate tinha comentado que queria ele depois. Aquele maluco que bateu na própria filha...Esse sim eu teria o maior prazer de levar pra Nate e vê-lo morrer. Mas eu não queria que Sky tivesse o mesmo fim, e tenho quase certeza que é isso que ele irá fazer com ela.  

P.O.V SKY
-David...Olha pra mim. -falei quase em um sussurro para que só ele ouvisse. Ele olhou pra baixo. -Me tira daqui, por favor. Eu fujo, e sumo. Vamos, me desamarre! -ele se ajoelhou a meu lado.
-Me desculpa Sky, mas eu não posso. -ele tentou me dar um selinho mas virei o rosto. -Queria muito te desamarrar e te levar pra algum lugar onde eles nunca te achem, mas esse é meu trabalho e não posso ficar fazendo corpo mole, por que se não, quem vai pro saco sou eu. 
-Como assim 'quem vai pro saco sou eu'? Vocês vão me matar? - me assustei. Isso não poderia estar acontecendo.
-Eu não vou te matar, nunca faria isso com você. -ele sorriu e dessa vez conseguiu me dar um selinho. Já estava chorando de novo, David disse que ELE nunca faria isso, mas não disse sobre os meninos, nem sobre esse tal de Nate que eles tanto falam.
Justin estava de longe me observando chorar, seu semblante agora era diferente, antes que era de sarcasmo agora era de indecisão, será que ele está pensando em me soltar? Não viaja Sky, esse tosco é sem coração, ele nunca vai fazer isso comigo. Ele veio em minha direção. 
-Você vai pra casa por causa do seu pai. - o olhei incrédula - Mas volta amanhã! Nem que seja arrastada pelos cabelos. 
-Não vou voltar! 
-Então você nem sai daqui. - bufei.
-Ta bom, eu volto. Mas me deixa ir logo pra casa, por favor!
 -Ok, vou te levar. -ele disse me desamarrando. Nossa, a bipolaridade dele me assustou.
-Não, eu vou andando. 
-Então tá. - levantou e foi em direção a sala onde estavam os meninos com a corda na mão. Fiz questão de sair de lá o mais rápido possível. Pra ele mudar de ideia do nada pouco custava. 

P.O.V JUSTIN
-Por que você está com essa corda na mão? Ela não estava prendendo a Sky? -Ryan disse quando eu entrava no quarto.
-Eu soltei ela. 
-VOCÊ O QUE? -os quatro gritaram em coro.
-E ela já foi embora. 
-Eu vou atrás dela, vou leva-la pra casa. -David disse saindo da sala.
-Ah, meu herói. -disse imitando a voz de Sky. 
-Cara, você enlouqueceu? - Chaz disse
-Ela era a menina que Nate queria! - Chris disse em seguida.
-É mano, nosso trabalho tava no papo! -Ryan retrucou. 
Eles não paravam de falar, um atrás do outro. Não deixavam eu explicar, já estava cansado dessa idiotice.
-Parem porra! -eles se calaram -Deixem eu dizer o por quê de eu ter soltado a garota!
-Acho bom ser uma ótima explicação hein Bieber! -Ryan falou.
-Ontem, depois que eu a levei pra casa ela apanhou do pai, hoje mais cedo eu passei no bar e vi que ela estava toda roxa. Eu fiquei pensando e achei que isso poderia acontecer de novo se ela não fosse pra casa hoje. 
-Ta, isso foi certo. Mas como você sabe que ela vai voltar? -Chris perguntou.
-Eu obriguei ela voltar amanhã, caso contrário eu vou lá e trago ela pelos cabelos. -os meninos riram. 
-Agora sim deu pra entender Bieber. -Chris continuou.
-Claro, vocês não deixavam eu terminar de falar! 
-Ta, mas mudando de assunto. E a Rafaela? -Ryan perguntou.
-Terminei com ela, não foi isso que vocês queriam? Deixei a louca lá, falando que ia se matar, ou fugir... Falando que era pra eu atirar nela por que ela não vive sem mim. Satisfeitos? 
-Se essa menina entrar em depressão a culpa não vai ser do Justin hein! Foram vocês que pediram para eles terminarem. -Chaz riu. 
-Agora, já que Justin soltou a Sky e ele ta solteiro, que tal irmos em um bar? Sabe...Comemorar. -Chris disse.
-Vamos! Vou me arrumar e já desço. -Chaz disse. Depois de dez minutos ele desceu e fomos em direção ao bar.

P.O.V SKY
Andei, andei, andei e finalmente cheguei na minha casa. Estava tudo escuro e pelo visto James não estava lá. Obrigada Deus, menos uma surra. Passei pelo quarto de vovó e ela disse que ele tinha saído duas horas da tarde e não voltou até agora, então ele não precisa saber que eu cheguei aquela hora, pedi a vovó que não contasse nada e fui fazer alguma coisa para nós comermos. Jantamos e depois eu subi para tomar banho. Enquanto estava em baixo do chuveiro fiquei pensando em tudo que aconteceu, a frase de Justin martelava em minha cabeça:
"Ela é a menina que estamos procurando, é nosso trabalho. Agora tem como soltar ela para podermos leva-la para Nate?"
Nate... Quem é esse cara e o que ele quer comigo? Nunca tinha ouvido falar nele desde que me mudei para cá, e em Dallas também não. Já percebi que aqueles meninos não são boas pessoas... E David? Ele me pareceu tão legal, foi tão carinhoso comigo, como nenhum cara tinha sido antes. Quando estávamos na casa dele, ele disse que eu era maravilhosa, ninguém tinha falado isso pra mim. Eu também sou uma iludida! Primeiro que eu tinha acabado de conhecer o cara e já dei pra ele (agora sim se me chamarem de prostitua eu só posso reclamar que não ganhei meu cachê); e segundo que ele não se apaixonaria por mim sendo capaz de me soltar daquela cadeira. Só aquele babaca do Justin mesmo... Falando nele, Justin me disse que eu tinha que voltar amanhã. Se ele acha que isso vai acontecer ESTÁ MUITO ENGANO. Eu nunca mais volto lá, nunca mais. A meu ponto de vista, isso é tudo um engano e logo logo eles vem me pedir desculpas. ...Será?
(...)
Acordei no outro dia no horário do trabalho. Droga, e se Justin ou um dos meninos forem lá? Ai que estava ferrada. Vesti uma roupa e fui pegar o ônibus. Quando cheguei no bar não tinha ninguém, somente Jane.
-Bom dia céu azul. -como sempre, zombou.
-Bom dia Jane. -disse seca e fui em direção a ala dos funcionários e mudei de roupa. 
A porta se abriu e vi David entrar tirando os óculos assim que me viu. Gelei por inteira.
-Sky! -ele veio em minha direção.
-Va-vai embora. -desviei-me dele.
-Sky, eu preciso... eu preciso falar com você.
-Não David, depois de ontem nunca mais fale comigo! -corri para o lado contrário dele. 
-Espera! -ele correu e segurou em meus braços. 
-Me solta! 
-Não! -ele segurou em minhas bochechas e me deu um beijo, mas eu não cedi então ele parou e me olhou.
-Qual o seu problema? - David perguntou.
-Nenhum sabe, nenhum!
-Qual é céu azul! - Jane gritou -Outro boxe? Achava que era só o moreninho de ontem... Menina, me conta teu segredo que eu tô boba! - ela zombava.
-Cala boca Jane! -gritei.
-Cruzes nervosinha, não está mais aqui quem falou! -ela continuou gritando -Gato, se ela não te quiser eu quero, ok?
-Jane! 
-Ta bom, já fui. -ela saiu
-O moreninho de ontem? O Justin? -ele me olhou. -Está tendo um caso com ele? -gritou.
-Não! E nem estou  tendo com você! -gritei também. -Eu conheci você ontem e ele a dois, três dias e já odeio os dois! -ele riu. 
-Não fiz nada de ruim pra você. Ou melhor, fiz coisas ótimas, e tenho certeza que você adorou. -gritou.
-Vocês me amararam em uma cadeira, iam me sequestrar e me levar para um cara que eu nunca ouvi falar na vida e não fez nada de ruim? Me poupe David! 
-Sky se eu te soltasse o Justin iria me matar! 
-Ah é, e você acha que ele vai fazer o que comigo?
-Só vai te levar ao Nate.
-E lá eles vão me matar! Cara, pensa! -cheguei perto dele. -Por favor, não deixa eles fazerem isso comigo. Me leva pra algum lugar e me larga lá, só cuida da minha avó, eu to nem ai pro James.
-Queria poder fazer isso Sky. -me abraçou. -Mas não posso... Ei, olha pra mim -ele levantou meu queixo fazendo eu olhar em seus olhos. -Não fica brava comigo, eu vou te proteger e não vou deixar ninguém te matar. -ele me beijou e dessa vez eu deixei. David passou as mãos pela minha cintura e eu coloquei as minhas em sua nuca mexendo em seu cabelo. -Não estamos tendo nada? Eu gostei de você. -sorri e voltei a beija-lo. 
-Chame do que quiser, contanto que eu esteja viva pra poder te beijar mais vezes! 
-Por mim tudo bem e por você?
-Maravilhoso. -sorri.
-Quero uma foto nossa. -ele mudou de assusto completamente.
-Está louco? -ri.
-Qual o problema? - ele fez uma cara engraçada.
-Tudo bem. - procuramos por Jane para tirar a foto e como ela estava do lado de fora, tiramos lá mesmo.
-Gata, agora eu tenho que ir. Só vim aqui por que ontem você foi embora eu fui tentar te procurar mas não achei.-me deu um selinho -Tchau.
-Tchau. -ele entrou em seu carro e foi embora.
(...)
Já estava no meu horário vago, então eu resolvi pegar algum dinheiro e ir a uma sorveteria lá perto. Fiz meu pedido e quando estava sentando para come-lo vejo Justin entrando. Merda! 
-Sky! -ele gritou ao me ver correndo para saída.
Fugi o mais rápido possível, quando cheguei no bar disse para Jane que se ele aparecesse ela falasse que eu não estava e entrei para a área de funcionários, tentando me esconder. Estava agachada na porta com as mãos envolta a minhas pernas chorando com medo do que poderia acontecer comigo.
-Te achei vadia! -olhei pra cima e vi Justin me olhando com um sorriso vitorioso.
-Não! Por favor, não faz nada comigo! Me deixa em paz merda! -me levantei e tentei subir as escadas que dão para o estoque do bar. 
-Você vale vinte e três mil dólares para mim, eu não vou perder você de vista tão cedo! 
-E a minha avó? O que vai ser dela? 
-Dou ela pra minha mãe. 
-Idiota! Você acha que minha avó por acaso é um brinquedo? -ele riu como sempre debochado.
-Engraçado né.-mudou de assunto. -No dia que você conheceu David você deu pra ele sem mais nem menos, mas antes, quando me conheceu você dormiu comigo, eu te beijei e não aconteceu nada. -ele disse alisando meu rosto.
-Seu estúpido! Tira a mão de mim! -gritei e ele me pressionou contra seu peitoral. 
-Você é muito gostosa sabia. -ele disse.
-Para de palhaçada Justin! Me solta! - já estava nervosa.
Ele subiu minha blusa e a jogou em um canto qualquer.
-Jane! Jane! Socorro! - eu gritava desesperadamente enquanto chorava. -Me solta seu babaca! Janeeee! -ele tampou minha boca e eu dei uma mordida na mão dele, fazendo ele me soltar para ver a mesma. Dei um chute em suas bolas e sai correndo de lá. Foda-se se eu estava só de sutiã, aquele cara tentou me estuprar! Peguei minha bolsa o mais rápido possível e de lá tirei minha blusa, fui em bora do bar correndo por ruas que nunca tinha visto na vida até avistar o carro de David parado em frente a uma casa. Não pensei duas vezes, fui até a porta e toquei a campainha desesperadamente. 
-Quem é você? -uma menina loira me perguntou.
-O David está? -disse controlando o choro.
-Sim pode entrar, vou chama-lo. -sentei me no sofá e abaixei a cabeça deixando as lágrimas tomarem conta de mim. David desceu e tomou um susto ao me ver naquele estado.
-Sky? O que houve com você? Por que está chorando? E o que é esse arranhão na sua bochecha? 
-Ele David! Fo-foi ele! - o abracei com força. 
-Ele quem Sky? 
-Ele! Ele foi no bar e tentou... ele tentou me estuprar!
-ELE QUEM SKY? -David repetiu a frase já alterado.
-O Justin! -ouvi um barulho de copo se quebrando e olhei para trás vendo aquela menina vindo em nossa direção. -Ele já tinha me beijado a uns três dias atrás e agora isso! -chorava descontroladamente.
-Nãooo! -a menina gritou. -O Justin não! Ele é meu! -ela partiu para cima de mim como se eu tivesse tido alguma culpa nisso. 
-Sai de cima de mim sua louca! Eu odeio ele! Eu não fiz nada, aquele babaca que veio tentando fazer isso comigo! David me ajuda!
-Solta ela Rafaela. A CULPA É DO JUSTIN! 
-Não! O meu Justin nunca faria isso! -fomos interrompido com o barulho da campainha. Eu e essa tal Rafaela nos entreolhamos e David foi abrir a porta. 
-O QUE ESTÁ FAZENDO AQUI PORRA? - David acertou um soco em cheio no rosto de Justin fazendo ele cair zonzo no chão e a menina gritar.

-------------------------------------------
Motivos da demora: Ainda estou tentando resolver o problema que estou tendo com minha internet. Ela funciona normalmente no twitter, mas aqui não.

xx;Eu sei que a foto da Sky e do David não está com tudo certo(uniforme do trabalho, etc), mas eu também não iria conseguir uma perfeita, já foi uma luta conseguir essa!;xx

Twitter: @mrsbieber__here
@kidrauhl_bruna; @whomccan.

APERTEM EM 'TWEET' LÁ EM BAIXO PARA COMENTAR. :) POR FAVOR, FAÇA ISSO. AJUDA NA DIVULGAÇÃO DO BLOG. 

Um comentário:

  1. meu deusssssssssss, q perfaaa! to viciada já hahahaha Continua pff!

    ResponderExcluir